domingo, 30 de janeiro de 2011

O MEU CADERNO!...


 

Imagem internet

Pensas estar esquecido?
Não penses! É só ilusão
Meu caderninho guardado
No fundo do coração.

Há tempo já que a caneta
Não desliza nestas linhas
Mas nem por isso esqueço
Estas mágoas tão só minhas.

Tanto que já escrevi
Tanto fica por dizer
Mas meu confidente amigo
Eu continuo a sofrer.

Não nasci para ser feliz
Eu quero mas não consigo
Se estou triste como agora
Só desabafo contigo.

Mas que vida de ilusão
Muito má…Para outros boa
Mas caderno, tu entendes
Sabes que não é á toa.

Tudo muda o mundo gira
Passa por mim a correr
Fico tão desiludida
Porque passa sem me ver.

Oh vida como és cruel
Com que pressa vais passando
Porque comigo és só fel
Só trazes tristeza e pranto.


Sem comentários:

Enviar um comentário