domingo, 30 de janeiro de 2011

SAUDADE E SONHO!...




Imagem internet
Saudades
De alguém por quem a alma chora
Um sussurrar no ouvido
A toda a hora
Depois de uma noite mal dormida
Uma lágrima sentida
Deslizando por margens
Horas mortas
E onde a casa é a memória
E não tem portas.

……
Sonho que pensas em mim
E deste sonho
Por fim acordo
Fico a pensar
No que a minha alma sente
A dor! Porque estás ausente
Saudade de te beijar.

SEGREDO!...





Tu não digas a ninguém
Que guardado num cantinho
Que não sei se mostre alguém
Está todo o meu carinho.

É um amor que desconheces
Nem eu própria o conhecia
E que tu não o soubesses
O meu coração pedia.

E este amor tão guardado
Que vai resistindo ao tempo
E parece quase nada.

Tem-me sempre acompanhado
E alivia o sofrimento
Da minha alma amargurada!

RECORDAÇÕES!...





Imagem internet
Tudo o que não fazia
E tudo o que queria
Como se fosse magia
Era sonhado por nós.
Tudo aquilo que fizeste
Todo o amor que me deste
O que eu quis e tu quiseste
Tudo feito a uma só voz!

E eu por vezes pensava
Tantas vezes eu cismava
E outras também sonhava
Que seria sempre assim.
Mas não foi…. Não sei porquê
Tantos sonhos para quê
Algo que mais ninguém vê
Tão cedo tiveram fim!

Eu nem sei se tu sabias
Se sim…. Porque não dizias
Pois nas tuas fantasias
Também querias assim.
Tudo aquilo que sonhámos
E alegremente falámos
E os sonhos que pensámos
Eram de ti…E de mim!

PROCURO O TEU OLHAR!...

Imagem internet





O amor não se explica
Em cada dia que passa
Eu não sei se vai se fica
Se é bênção ou desgraça.

Porque o amor é divino
Amizade incendiada
As vezes é um desatino
Viagem atribulada.

Sonho que vivo acordada
Que provoca sofrimento
Eu já não sei de mais nada
Elevo o meu pensamento.

Porque não olhas porquê
É o que sempre peço a Deus
Mas se olhas tu nem vês
Mensagens nos olhos meus.

Só tenho pena que um dia
Ao fixares meu olhar
Já não exista a magia
Que agora os faz brilhar!

PRENDA DE NATAL!......



Imagem internet
Quando recebi nos Reis
Uma prenda de Natal
Dentro de uma caixinha
Estava o presente ideal!

Encontrei os "Mon-cherry"
Que estavam no interior
Da caixa que me ofereceste
Com carinho, com amor?


"Mon-cherry"-Minha querida!
Qual foi a tua intenção
Foram comidos pelos os dois
Com grande sofegridão!

Que delicia de bom-bom
Eu gosto do "Mon-cherry"
Se eu soubesse tinha ido
Há mais tempo para ti!


E daqueles "mon-cherry"
Só sobraram os papéis
A caixa que os transportava
Guarda agora os meus aneis.

RUINAS!...

Imagem minha



Pensar que pensei
O sonho sonhado
Na alma desfeito,
O sonho pensado.

Desejo secreto
De secreto intento
Doce devaneio
Esperança e alento.

Construí castelos
Mas deles não restou
Pedra sobre pedra,
Só o lugar ficou!

Passa cada dia,
Um ao outro, igual.
Já não sei se vivo
Ou morro, afinal.

PENSAMENTO!...




Eu pensei
De pensar
Eu achei que te iria agradar!

Na distância
Eu te vi
Da fragrância o perfume colhi!

E então
Eu só quis
Estar perto de ti, bem juntinho

E eu sonho,
E no sonho desfeito
Como sonho com o teu carinho!

PALHAÇO!...

Imagem internet
Pintou, olhou sorriu.
Dançou, escorregou, caiu!
Tirou, poisou o chapéu.
É rico, tem apito
Veste azul céu!
É pobre, o frio o cobre
Tal como a mim!
Um faz de tudo, o outro é mudo
Eles são assim...
Fazem chorar, fazem cantar
E fazem rir.
O que será, o que estará
Para aí a vir?
Palhaço rico, chama-se Chico
Veste cetim!
Pobre palhaço, tem roto o fato
Pobre de mim...
Chora a cantar, canta a chorar
Cheio de esperança.
E chora a rir, para ver sorrir
Uma criança!

OUTONO!...




Imagem  internet

Se soubesse que chovia
Tinha trazido um chapéu
Depois de um sol radioso
Ficou tão escuro o céu!

Eu gosto de ver a chuva
Deslizando por a vidraça
Ouço-a cair de mansinho
Nem dou por o tempo que passa!

O odor que se desprende
Quando a chuva cai no chão
Vem trazer-nos nostalgia
Faz-nos recordar o verão.

E as folhas coloridas
Caindo em doce abandono
Fazem lembrar a lareira
Já é chegado o Outono!

ORAÇÃO DA NOITE!...


Imagens internet
Mais um dia que acaba
Te entrego meu cansaço
Tudo que fiz, tudo que faço
E peço perdão...


Obrigado, por tudo que me deste
Pela esperança que anima o meu dia
Pela luz do luar que me alumia
A triste escuridão!


Obrigado Senhor, pelo meu trabalho
Com o fruto do qual eu me alimento
Servindo à minha mesa o meu sustento
Obrigado Senhor, de todo o coração!


O TEMPO!....


 

Imagem internet

O tempo é pouco!
E o pouco tempo que tenho 
Do tempo,
Que é só um momento, de te sentir!
É curto o tempo!
É temporal em mim!
Porque vais partir!
E se há um tempo.Por meio do tempo.
Tempo de sol, chuva e vento.
Vendaval de emoções!
É sempre tempo para mostrar
Que o tempo, todo o tempo.
Vai deixar em mim
As emoções!
Foi tempo de vir, tempo de estar
Agora é tempo de ir
Logo…será tempo de voltar!


O MEU JASMIM!...

Imagem minha
Da minha janela
Olho o meu jardim
Já está florido
O branco jasmim!

Estende os seus braços
Pelo muro fora
E de flores brancas
Está cheio agora!

Como cheira bem
O meu jasmim
Que foi escolhido
Por ti e por mim!

Ao sol da manhã
As flores perfumadas
Do meu Jasmim
São brancas, rosadas!

E o seu perfume
Que é doce e suave
Faz meu pensamento
Voar como ave!

Que voa nos céus
Daqui para ali
Como o pensamento
Que voa para ti…

O MEU CADERNO!...


 

Imagem internet

Pensas estar esquecido?
Não penses! É só ilusão
Meu caderninho guardado
No fundo do coração.

Há tempo já que a caneta
Não desliza nestas linhas
Mas nem por isso esqueço
Estas mágoas tão só minhas.

Tanto que já escrevi
Tanto fica por dizer
Mas meu confidente amigo
Eu continuo a sofrer.

Não nasci para ser feliz
Eu quero mas não consigo
Se estou triste como agora
Só desabafo contigo.

Mas que vida de ilusão
Muito má…Para outros boa
Mas caderno, tu entendes
Sabes que não é á toa.

Tudo muda o mundo gira
Passa por mim a correr
Fico tão desiludida
Porque passa sem me ver.

Oh vida como és cruel
Com que pressa vais passando
Porque comigo és só fel
Só trazes tristeza e pranto.


NOITE DE LUAR!...


Imagem internet
Sento-me quieta
A olhar o mar
O sol já se foi
Já vejo o luar!

Nesta escuridão
Que me envolve agora
Eu, só ouço o mar
Tu… já foste embora!

Eu olho as estrelas
E rezo baixinho
Deixaste-me triste
Sem o teu carinho!

Olho o horizonte
E vejo no mar
Brilhando nas águas
A luz do luar!

As ondas batendo
De manso na areia
O seu marulhar
Tão doce me enleia!

Não sei mais que diga
E peço ás estrelas
Que voltes depressa
Para que possas vê-las!

MENSAGEM!...4






Imagem internet

Na rua do silencio
É sempre madrugada.
Cai a geada infinda
Nos montes e vales sem fim!
Na rua do silêncio
Dorme a flor mais linda.
E deixa na porta a chave do amor
Com o trinco de um beijo
Só para mim…

E eu…

Gostava de ser artista solitário
A cada momento
Actualizar o meu caderno diário
Jamais saber quem sou
Gostava de ter a tua atenção
Ser humilde sem ter presunção
Seguir em frente
Mas sabendo para onde vou!


Bom dia senhora minha amada!
Cai bem no brilho do teu olhar
O poema do meu silencio
A biografia do meu pensar
Quando te toco os lábios
Com pétalas húmidas
Que o pensamento germina…
Que o meu perfume te adormeça
Na tela dos meus sonhos!

  Joell Tâmara

MENSAGEM!...3




Imagem internet

A bandeira azul, piscou o olho ao mar
Em jeito comprometedor.
O mar risonho
Quer a promessa de um sonho.
E a bandeira ficou agitada e divertida.
Tu… És o mar do amor!
Eu... A bandeira calma
Que para sempre te avista
Na praia da vida!

Joell Tâmara

MENSAGEM!... 2





Se o acaso me desse a ventura
De atravessar a praia
Em direcção ao mar
Se o acaso fosse a minha identidade
E dentro de mim nascesse uma flor
Se acaso me chamasses
 Para a lareira desse teu doce olhar
E o fogo, fosse feito de luar
Então eu diria
Que a festa da vida
Era a clareira do vazio
Mão cheia de nada
Com o nome do nosso amor!

Joell Tâmara

MENSAGEM!...1



Imagem minha
Subo ao cimo do monte.
Respiro flores.
Bebo da neblina que acorda.
Descanso na pedrinha
Que dorme afeita aos séculos
Cortadas pelos ventos!
Subo ao cimo de ti.
Falésia voltada para o mar!
Navios de amor
Avançam no verde da manhã
Nas asas infindas
Do meu peito feito horizonte!
Subo ao cimo do monte.
Aqueço-me no chilrear
De ternos momentos!
Aceno à gaivota que passa
No céu azul.
Na onda de um beijo
No mar ameno dos meus sentimentos!

Joell Tâmara

MAL DE AMORES!...



Imagem internet
Se tu tens medo, podes falar.
Será um segredo, que vou guardar
Estás sozinho, sentes-te só.
Sem um carinho, no peito um nó!

Dor lancinante, de quem já sente
A cada instante, sempre presente
Tanta amargura, no teu caminho!
A dor sem cura, ave sem ninho.

Vais à procura, do seu calor
Doce loucura, o mal de amor!
Olhas a lua, amargurado
Pois continuas apaixonado!

NATAL DIFERENTE!...


Maria olhava, com nostalgia
O seu menino, que no seu berço sorria
O menino espreguiçou-se, abriu os braços em cruz
Os seus bracitos, pobre Jesus!


Maria então, entristeceu
Pensou que o filho, que vinha do alto Céu
Ajudar o mundo inteiro, ninguém o via afinal
Como vai ser, este Natal?


Este Natal, vai ser diferente
Com muita paz, e eu estou contente
Neste Natal, tão festejado
Damos as mãos, aqueles irmãos, desamparados!


Natal de esperança, Natal de luz
O mundo inteiro, louva Jesus
Que apareceu, como criança
Cantam os anjos, ao Deus menino
A doce esperança!...

MONTANHAS DE SAUDADE!...






Imagem internet

Se não visse a montanha
Que vejo da minha aldeia
Se o sonho fosse uma teia
E os meus braços fossem asas!

Ia ao sabor do vento
Voltaria á minha infância
Buscaria a substância
No rio que vai para o mar!

Se a vida inteira fosse
Uma breve despedida
Se me sentisse perdida
Voltava a viver saudade!

Esta saudade vivida
Feita de recordações
De todas as sensações
Da minha infância distante!

Se da aldeia vejo a serra
E vejo da serra a aldeia
Fica no ar a ideia
De á minha terra voltar!...