domingo, 23 de outubro de 2011

RECOMEÇO!!!

imagem internet
recomeçar


Há momentos na vida de cada um de nós em que temos que parar para pensar!
Fazer um retrospectiva do que fomos vivendo…
E parar para pensar no que somos e no que poderíamos ter sido!
No que valeu a pena, e naquilo que não devemos repetir
Transformar os erros cometidos em resoluções que nos tragam bom augúrio
Reconstruir a nossa casa desmoronada!...
Erguermo-nos devagarinho, analisando sempre os prós e os contras…
Reconstruir…reconquistar a nossa auto confiança e pensar!
Nada nem ninguém está depois ou antes de nós!...
Importando só o que estiver a nossos lado, amparando se escorregarmos!
Amigos, irmãos…qualquer pessoa!
Às vezes até aquelas de quem nada esperamos…
E de quem nunca nos lembraríamos…
Mas que na nossa angustia, lá estavam para nos consolar…
Só precisamos de parar um pouco
E pensar no que realmente vale a pena!
Depois…avançar sem medo!
Fazer uma mudança radical na nossa vida
E deitar fora, tudo que não interessa
A questão é!!!
Estamos preparados para dar semelhante passo!!

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

CARTA A UM AMIGO!!!

imagens internet



Escrevo-te em forma de desabafo;
                         Não te pergunto como estás, o que normalmente se faz ao iniciar uma carta.
Eu sei como te sentes, conheço o teu sofrimento, que tem razão de ser.
Sei do teu constante tormento, sofro contigo porque és meu amigo.
Atrevo-me até a pensar que por vezes, sei o que te vai no pensamento. Sei-o quando falas comigo e não me olhas. O teu olhar perde-se nos objectos que nos rodeiam, sem os fixar, porque o teu pensamento voa, veloz como o vento, para o lugar onde querias estar naquele momento.
Não consigo ler os teus pensamentos, mas sei:
Porque sei?
Não digo porque sim, porque essa é uma razão inexistente.
Sei, porque comigo se passa exactamente o mesmo que se passa contigo, Faço-o com conhecimento de causa. Mas sabes? Aprendi muito com os meus erros, e, com os das outras pessoas também.
Por vezes, parece que os problemas e o sofrimento dos que nos rodeiam nos passa ao lado, mas não é assim!
Por isso tu, vais ter que ficar de bem com a vida, que tanto te faz sofrer, e reconstruíres o teu mundo, Eu já me habituei há ideia de que tenho que reconstruir o meu, não vai ser fácil, há muitas pedras no meu caminho.
Todas as pedras amontoadas do castelo que um dia foi meu, e que como se de um castelo de cartas se trata-se…Ruiu
Vou ter que as tirar uma a uma e procurar a minha felicidade, olhando para dentro de mim.
Que tal gostares um pouco mais de ti?
Pensa:
<Por pior que eu esteja, em algum lugar, alguém está pior que eu>
Desde há muito tempo <anos já> que adoptei esta frase como uma máxima para mim.
E acredita que tem dado resultado.
Eu gostaria de, ao olhar-te não continuar a ver no teu rosto esse ar de sofrimento. e nos teus olhos, as marcas de noites mal dormidas. Pensa nos teus amores, as saudades que tu tens são iguais as que sentem por ti, é um relacionamento único e especial, e por isso tens que estar bem contigo não deixes que para além da saudade fique a preocupação, não tenhas pena de ti e reage.
Tens que o fazer, por as pessoas que te querem bem mas, especialmente por ti Nada nem ninguém merece sofrer assim, dai…Ninguém merece o nosso sofrimento.
Eu sei que não podemos mandar no nosso coração, mas:
Podemos contrariá-lo e não fazer tudo o que ele quer.
Não podemos viver a lamentar-nos da traição de que fomos alvos.
Dói muito ver cair por terra todos os castelos que construímos, principalmente quando não sabemos de que lado soprou o vento que o fez tombar.
Temos que tentar apanhar os cacos e tentar colá-los mesmo que se notem as emendas, temos que tentar disfarçá-las.
Sabes? A tristeza maior para mim é sentir a falta de um amor, principalmente quando esse suposto amor, está por perto.
Eu sabia que, o aparece e desaparece era a única coisa com que podia contar, foi assim durante anos. Mas não é essa a minha meta.
O meu coração não pode mandar mais que a minha razão.
Ás vezes sinto-me vazia, e tal como tu me contavas há dias, não é da sua presença física que sinto falta.
Do que sinto falta é de um projecto de vida.
Por vezes apetecia-me não estar em lado nenhum, não me mexer, para que o ar á minha volta não se mexa também.
E ouvir o silêncio…
Sabes que gosto de ouvir o silencio?
Já alguma vez paraste para o ouvir?
Então ouve-o, e verás como te faz bem á alma!
<Preciso de viver já, para não me esquecer de viver>
Li esta frase há tempos, e, penso que tem muito a ver comigo, mas também contigo.
Quando o nosso projecto de vida se esfuma, temos de não nos sentir defraudados com tudo e todos.
Talvez a culpa seja também nossa, talvez tenhamos investido demais nesse projecto.
Por isso temos que criar alternativas para conseguirmos ser felizes, e crê, vamos conseguir.
Se não for da maneira que sonhámos, será da maneira que nos for possível, temos que perceber que a nossa viagem na vida é tão curta, que nem vale a pena sofrermos. Então o que fazer com tanto sofrimento? Como esquecer tudo de mau que nos acontece?
Não sei! E não quero pensar com profundidade no assunto.
Limito-me a pensar naquilo que tenho, porque cheguei aquela fase da vida, em que considero que tudo o que de bom ou mau me acontece, não é por mero acaso. Tudo tem uma razão de ser.
Tudo tem um propósito, a mim… Resta-me aguardar. É muito difícil de entender, mas muito mais difícil de aceitar.
Por vezes sinto-me a caminhar numa linha de comboio, onde há duas linhas paralelas que seguem juntas, mas não se encontram,
a determinada altura desvio-me e tento seguir sozinha mas não consigo. e volto a cair, mas eu sou teimosa e vou conseguir.
Um dia disseste-me:
<Um grande amor não se esquece>
Pois não ___ Digo eu.
Mas, e há sempre um <mas> não podemos ficar obcecados por esse amor. Se ele nos maltrata devemos continuar a amá-lo?
Não podemos guardá-lo lá no cantinho dos nossos sentimentos mais profundos?
Afinal nos nossos corações existem muitos amores; Pelo nosso <amor>, filhos, pais, amigos, e, até por alguém de quem um dia nos despedimos para sempre. Um dia descobrimos  que um amigo de há muitos anos sempre teve um carinho especial por nós;
Aí descobrimos uma outra forma de amor!
Há também muitas outras coisas que nos podem dar felicidade.
Ver a água de um rio a passar debaixo de uma ponte saltando de pedra em pedra, com pressa de ir para o mar!
Ouvir os passarinhos cantando ao amanhecer!
O por do sol, lá longe em cima das ondas, ou atrás da serra!
A poesia que existe em todas as coisas que nos rodeiam!
O bem e o mal que nos rodeia é cíclico, nem sempre bem nem sempre mal, é como as estações do ano.
Pensa nisso, garanto que o sofrimento diminui.
Conta com a minha amizade…

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

SETEMBRO!...

imagem internet

Dias frios
Noites quentes
Folhas vermelhas
Dias tristes
Antecipando o inverno
Que vai chegar!!!
Saudade amena
Alma triste mas serena
Lágrimas contidas
Com vontade de rolar no rosto triste
Sombras de luz
O pensamento que me domina
O que a alma grita
No sonho que ao meu lado caminha
Caminhos vermelhos
De folhas caídas
Nascer de sol, fazendo brilhar
As gotas de neblina!
Mar ameno
Meu mar
Dias quentes
Noites frias
Setembro
Para te amar!

sábado, 17 de setembro de 2011

EU QUERIA...

Queria:
Que nada fosse tão estúpido como a auto vitimização (que palavrão) hehe
Queria:
Que a chuva levasse todas as negatividades
Queria…
Chorar quando me apetece, não só quando a gargalhada se solta!
Queria…
Não perceber a falsidade….
Queria…
Que as pessoas pensassem que: o sol nasce para todos!
Queria…
Estar tão perto, como me sinto longe de ti!
Queria:
Que parássemos para pensar um pouco que; há sempre alguém pior que nós
Queria:
Que nada fosse julgado pelas aparências!
Queria:
Que sempre que se diga: “não é capaz” deixar experimentar primeiro
Queria:
Que todos fossemos capazes de dizer “desculpa” ou “tinhas razão” quando se proporciona
Quero:
Deixar de estar rodeada por ignorantes com a mania que são espertos!
A esses…. Como dizia alguém muito especial e que sabia das coisas…
CORDA POR CIMA!!!



sábado, 18 de junho de 2011

MEU GRITO!...


imagem internet


Eu gritei!
Mas o meu grito, não ouviste até ao fim!
Nem sequer deste por nada…

Porque não tinha som?

Nesse meu grito, que só tu poderias ouvir
Estava toda a minha esperança!

O reflexo de um sonho alimentado á distância!
Só por mim sonhado!

Porque este meu grito
Que foi para além do infinito, passou por ti!
Mas não paraste para ouvir!

Nem um sussurro!...
Projectado por um eco refletido
Mas não sentido!...

Talvez deturpado pela distância
Mas nada, não teve importância!

Porque não estavas atento ao meu lamento
Eu gritei!
Chamei-te desesperada

Mas tu…
Nem deste por nada!



segunda-feira, 13 de junho de 2011

POEMA EDELWEIS...

2º prémio nos Jogos Florais de Tondela
10 de junho de 2011




Por vezes deixamos de “ver”, os prados da nossa infância.
O que foi a nossa “estrela de prata”, a nossa “estrela guia”!
Perdemos a capacidade de sentir, o perfume das flores do nosso
jardim!
Passamos muito tempo sem ver as estrelas no céu!
Então… Lembramo-nos de subir a montanha.
Lá, encontraremos a flor mais bela!
Perdida no meio das pedras, ela lá está, esperando alguém que a vá colher…
Tal como ela somos arrancadas aos nossos sonhos, e esperamos!
Resistindo ao frio e ao calor, pacientemente esperamos…
E guardamos nas gavetas da nossa memória
Tudo que apanhámos ao longo do caminho!
Todas as noites pensamos que poderia ser diferente
Amiúde nos perguntamos se poderíamos ter mudado o rumo!
Tentamos mudar as cores da nossa vida, tentamos projectar o nosso sonho!
Raramente conseguimos porque ficamos presos em nós próprios! E presos nas pedras do nosso próprio caminho!...
Dentro de nós há um comboio. Que barulhento, nos levará ao nosso destino, sem saber o que estará no final da linha!
Os dias correm como um rio, e nada os faz parar!
Um dia descobrimos que a saudade é o campo de concentração do coração
E damo-nos conta que tudo se foi desmoronando à nossa volta!
A casa, a montanha, os caminhos, o jardim, as varandas e janelas
De onde espreitávamos as estrelas, continuam lá!
É ela a nossa “estrela de prata” a nossa flor do amor que nos faz mover cada dia…
Por isso guardamos nas gavetas do coração, as nossas flores já secas
A nossa edelweiss!...




domingo, 5 de junho de 2011

7 DE MAI0!....



Há datas que nos marcam.
E ás vezes até dizemos que um determinado número
É o nosso número especial!...  
Eu tenho dois…
0 teu e o meu!
É  neste dia especial que estou mais perto da recordação do teu
sorriso, do teu jeito meigo de falar.
Em que penso nas  tuas maneiras e até nas brincadeiras!
Tudo em ti me convenceu  sem muito esforço.
Quando teus olhos sorriram mostrando ao meu coração o que ia  no teu!
Preciso apenas que descubras que hoje, é um dia especial demais para jogarmos fora com pensamentos e sentimentos negativos!
Sabes aquele “patê” gostoso que nem em sonhos vais desprezar?
Somos como aves que voamos nos mesmos ramos, pelo mesmo pinhal!
Somos  quem sobe as escadarias da Ermida e se  senta nas pedrinhas milenares!
Quem vai junto ao rio,ver ás águas que cheias de pressa correm
Ao encontro do mar!
Somos aquela ponte musguenta, onde a água canta por entre velhos moinhos
Sentimos o perfume das mimosas, e ouvimos o chilrear dos nossos sonhos!
Somos nós, e o amor… Só nosso e tão vivo nas pequenas coisas!
Pois é!
O dia de hoje é tão especial, tão maravilhoso que nada
Nem ninguém jamais o irá estragar!.
Recorda!.
É o “nosso” dia!.
O dia em que renasci
Tu és o meu poema inacabado, e vais estar sempre comigo
Mesmo que não estejas a meu lado!
Vou deixar o trinco na porta, sei que um dia virás!
Não vou chorar neste dia tão maravilhoso!
Fecho os olhos.
E recordo aquele dia.
Melhor, recordo os “nossos” dias!
Sem qualquer tristeza ou melancolia!....

terça-feira, 17 de maio de 2011

Mara Pedro (Das Beiras para o mundo)


Por muito que se disser
Quem canta seus males espanta
Não canta o fado quem quer
Nem mesmo boa garganta
É um dom que vem de Deus
Sentimento português
Para ficar aprendido
Basta cantar uma vez

O fado
Por muito que se disser
Não o canta só quem quer
Não é fadista quem calha
O fado
Assim á primeira vista
Esta nos versos de um poeta
E na alma de um artista

É das cordas da viola
Que sai o fado corrido
Junta-se uma guitarra
É o nosso fado sentido
E das beiras para o mundo
O fado desabrochou
“Ela abre a boca e sai fado”
E logo nos encantou

E tu
Que o cantas como ninguém
É um sentimento que vem
Da tua alma de artista

O fado
Assim á primeira vista
Está nos versos de um poeta
E na alma de um artista

E tu
Nasceste fadista!!!



quarta-feira, 30 de março de 2011

É TARDE AMOR!...

imagem internet

É tarde amor!
Cansei-me de esperar
Na longa madrugada
A porta não se abriu
E eu…Triste, tão cansada!

É tarde amor!
Cansada de esperar
Nem sei se bate mais
Por ti meu coração
Cansado de lutar!

É tarde amor!
Demoraste a perceber
Eu, fui desesperando
Porque tu não chegavas
Acabei sem te ter!

Agora é tarde amor!
Esperei em vão
Enquanto esperava
Fui morrendo aos poucos
E deste amor não restou
    NADA

terça-feira, 8 de março de 2011

LETRA "A"


imagem internet

Quando escrevo a letra  A
Dois tracinhos inclinados
Vejo uma cabeça só
Ternamente encostadas
E de mãos entrelaçadas!

Mas se acaso a desenho
Com traços  Arredondados
Lembram corpos ondulantes
Ternamente abraçados
Mas de mãos entrelaçadas!

E na letra do teu nome
Letra de Amor e Abraço
Com os traços vou brincando
Como dois corpos se amando
Dois num só entrelaçado!




quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

BONECA DE TRAPOS

imagem internet

Minha boneca de trapos
Ficou na vida em farrapos!
Foi a minha companheira
Numa qualquer brincadeira!
Com olhinhos de botões
Viveu comigo ilusões!
Tinha um sorriso bordado
Com um lindo tom rosado
A cabecinha uma bola!
E o corpo uma sacola!
Barba de milho os cabelos
Com matizes, eram belos!
Braços, pernas de caninhas
Presas com algumas linhas!
Ouvia sem reclamar
Capaz de me consolar!
Vesti-lhe um vestido meu
Era azul da cor do céu!
Com margaridas bordadas
Como num conto de fadas!
Esta amiga que eu fiz
Num tempo alegre e feliz!
Deixou no meu coração
A sua recordação!
E nos retalhos da vida
Nunca será esquecida!...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

ROSA VERMELHA!





 
 Clicar na imagem

Dou-te uma rosa vermelha
Vermelho! Paixão! Amor!
Ardor! Sofrimento! Dor!
A dor de te sentir longe!
Tão longe!...
E até nem sabes
Da existência deste amor
Tão distante!
E eu…
Tão só!
Sozinha porque estás longe
Teu olhar me enfeitiçou
E a rosa que era só tua
 Vermelha, paixão e amor
Sozinha…
A rosa murchou!!!...


A GOTA DE ORVALHO!






Ao ler o poema
“ A gota de orvalho”
Veio-me á lembrança
Um outro carvalho!

E subi a serra
Um pouco apressada
O velho carvalho
Avistei da estrada

Cheguei junto dele
Sentei-me no chão
De ânsia batendo
O meu coração!

Lembrei o poema
Que recordações
Noites orvalhadas
Cheia de emoções!

Lágrimas sentidas
Imenso desgosto
São gotas de orvalho
Caindo em meu rosto

As gotas de orvalho
Que tu viste agora
Lágrimas deixadas
Pela vida fora!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

VESTIDO DE CHITA!


Imagem internet

No seu vestido de chita
Sentia-se tão bonita
Brincando no arraial!
Rodopiando, bailando
O seu vestido mostrando
Seu tesouro sem igual!     

Era um vestido de folhos
Com florinhas aos molhos
Que ficaram na memória!
Foi o primeiro que fez
O mais bonito talvez
Seu momento de glória!


Foi só um dos seus amores
Aquele vestido de flores
Que nunca mais esqueceu!
E a saudade que ficou
A cor que não desmaiou
Num tempo que foi o seu!

EMOÇÃO!



Imagem internet
Deixou-me emocionada
Não sabia ser assim
Descobrir que continuas
Apaixonado por mim!

“Eras bonita e airosa”
Dizes tu com emoção
E ainda sou isso tudo
Dentro do teu coração!

Numa festa, um reencontro
Um pedido para trocar
Números de telefone
Para podermos conversar!


Falámos de tanta coisa
De tudo que nos marcou
Foi-se a nossa juventude
Mas algo de bom ficou!

Tu guardas-te na memória
Coisas que eu esqueci
Fizeste-me recordar
Um romance que vivi!


domingo, 30 de janeiro de 2011

SAUDADE E SONHO!...




Imagem internet
Saudades
De alguém por quem a alma chora
Um sussurrar no ouvido
A toda a hora
Depois de uma noite mal dormida
Uma lágrima sentida
Deslizando por margens
Horas mortas
E onde a casa é a memória
E não tem portas.

……
Sonho que pensas em mim
E deste sonho
Por fim acordo
Fico a pensar
No que a minha alma sente
A dor! Porque estás ausente
Saudade de te beijar.

SEGREDO!...





Tu não digas a ninguém
Que guardado num cantinho
Que não sei se mostre alguém
Está todo o meu carinho.

É um amor que desconheces
Nem eu própria o conhecia
E que tu não o soubesses
O meu coração pedia.

E este amor tão guardado
Que vai resistindo ao tempo
E parece quase nada.

Tem-me sempre acompanhado
E alivia o sofrimento
Da minha alma amargurada!